quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Um curto encontro.

Eles estavam de frente, a uma distância razoável. O rapaz, abismado, fitava compenetrado a região do meio da garota. Ele não conseguia desviar o olhar.

A moça, totalmente desconcertada, falou:

"Dá pra parar de olhar pra o meu tabaco. Meu rosto é mais acima, viu?"

Como que saindo de um transe hipnótico, o rapaz, sem graça, respondeu:

"Desculpe minha indelicadeza, mas quando marcamos este encontro para nos conhecermos, não imaginei que você fumasse. Segurar a carteira de cigarros ao invés de guardá-la na bolsa dá a impressão de que você necessita deles constantemente. Não posso ficar com você. Sinto."